domingo, 26 de setembro de 2010

ESPORTE FINO: Neto, Neymar e a educação


HÁ VIDA INTELIGENTE NOS PROGRAMAS ESPORTIVOS

Domingo passado, TV aberta. Programação abaixo do nível da pobreza. Parei na Bandeirantes, programa de esportes, Milton Neves à frente. Até aí, nada de novo no front, a arrogância de sempre dos comentaristas que “se acham”: se acham mais do que inteligentes ou bons conhecedores do mundo esportivo, especialmente o futebol. Uma fogueira de vaidades onde muitos (há exceções, claro) acreditam ser o ungido dos deuses do gramado para dizer o que é certo e errado.

O que me chamou a atenção, entre os comentários sobre o “bola da vez” Neymar (o garoto do Santos, de cabelo e ego arrepiados) foi o ex-jogador Neto, corintiano roxo, dizer que o que esses jovens ídolos precisam é de educação, de estudo, de uma ocupação que os faça crescer intelectualmente. Precisam de uma orientação que os faça ver que existe muito mais na vida além das quatro linhas do gramado (ele não disse exatamente isso, mas acho que era esse o sentido).

Neto comentou que nas horas de lazer, esses garotos se limitam aos videogames, ao papo na internet. E provavelmente também ao twitter, o novo brinquedinho tecnológico. Neto citou o Cruzeiro, clube que está atento ao que seus jogadores fazem quando não estão correndo atrás da bola. E lamentou que ele mesmo não tivesse tido, quando ainda jogador, acesso a mais estudo. Bacana o comentário do Neto, um cara que fala o que pensa, certamente tem muitos desafetos, mas, ao que parece, não sucumbe à vaidade desmesurada comum no meio esportivo.

3 comentários:

Clementino Junior disse...

Interessante mesmo, só que Neymar é só o reflexo do sonho de diversos adolescentes que se identificam com os heróis marrentos, como Romário e tantos outros que optaram pelo lado "bad boy", de ostentar e esbanjar.
Basta dizer que o idolo "baixinho" se elegeu, e com certeza não foi pela sua plataforma de olhar pelos deficientes, usando a filha como cabo eleitoral, mas sim como a de ser "O Cara", e o Neymar quer roubar este cargo dele...

Tecelã disse...

pois é, caro Clems
esse nó, a meu ver, só se desata com educação, acesso à cultura (clássica, popular, da periferia), possibilitando um olhar crítico e fazer escolhas conscientes.
Na verdade é preciso PENSAR, coisa fora de moda nesse mundo pós-moderno onde tudo vem pronto e nos é vendido como passagem pra "felicidade".
Nessa tarefa de ganhar corações e mentes, o cinema é um fortissimo aliado.
bj e obrigada pelo comentário

paulinhabarreto2009 disse...

Neto , vc acha o neymar imaturo?
Eu ñ acho até estou gostando mto de ver ele jogar.E tem mais eu concordo com ele pq, o arbitro deu cartão amarelo a ele , e nada fez com o jogador do palmeiras!!!
Vai nessa neymarrrrrrrrrrrrrrrrrrr ..
ass , ana paula,